Tinder e condenado por nao remover lateral falso

Tinder e condenado por nao remover lateral falso

Imagem e nome de um homem foram utilizados para criar perfil fake na rede social. Ele solicitou a exclusao da conta, mas nao foi atendido.

A imagem e o nome de um homem foram usados Con El Fin De criar um perfil fake nunca Tinder. O homem entrou em contato com a compai±i­a que administra o aplicativo e pediu a exclusao do perfil falso, mas nao foi atendido.

Com base nisso, ele entrou com um pedido de indenizacao contra o Tinder pelos transtornos ocorridos em sua vida devido a esse lateral fake. O juiz Andre Alexandre Happke, do 1? Juizado Especial Civel da Comarca sobre Chapeco, Santa Catarina, atendeu ao pedido e firmou a indenizacao em 9 mil reais.

O Tinder, por sua ocasii?n, so realizou a remocao do perfil falso apos receber a ordem legal de essa remocao. Junto com o pedido estava estipulada uma sancion sobre 200 reais para cada dia a mais que leva-se para essa remocao.

Sobre acordo com o juiz, o Tinder (bem igual que demais aplicativos e pi?ginas sociais) nao tem a obrigacao sobre corroborar cada lateral criado em suas pi?ginas. Mas, quando um pedido (igual que esse sobre perfil fake) e solicitado por uma pessoa e nao e atendido, a compania em questao passa a “compactuar” com a disseminacao sobre informacoes falsas na internet.

De acordo com o juiz, a ordem procesal nao se prostitucion sobre censura ou violacao a liberdade de expressao sobre alguem (nunca caso, a pessoa que criou o perfil falso), mas sim, aos direitos sobre imagem individual de um cidadao.

A indenizacao sobre 9 mil reais ainda deve ser acrescida de juros e correcoes monetarias contados desde o dia que o Tinder foi notificado pelo homem en o lateral falso ate a data que o pagamento ocorrer.

A decisao tomada pelo juiz ainda cabe medio por parte da re (no caso, o Tinder) e corre em segredo de Justica. https://datingranking.net/es/married-secrets-review/ Por esse finalidad, nao se conoce a real identidade do homem que teve um lateral falso criado nunca aplicativo.

Tinder diverge sobre o pagamento da indenizacao

Sobre acordo com os advogados do Tinder, o pagamento da indenizacao de 9 mil reais nao junto a adentro desse processo. O finalidad, segundo an entidad, e que ela nao pode fazer a remocao de nenhum perfil sem acontecer com ordem legal.

Ainda de acordo com eles, a compai±i­a fez a remocao do perfil assim que recebeu a ordem judicial. an empresa deve entrar com recurso nos proximos dias.

O que e o Tinder?

O Tinder e um aplicativo de relacionamento Con El Fin De conhecer pessoas e gerar encontros romanticos. Criado em 2012, o app se sirve informacoes geograficas (igual que o seu GPS), informacoes das suas redes sociais (como o Faceb k) e tambem de outros aplicativos (como o Spotify) de explorar pessoas proximas a voce ou com gostos semelhantes.

A plataforma ficou archi famosa na estacii?n do seu lancamento por seu jeito ‘diferente’ sobre escolher os pares. A pessoa faz uma ‘selecao’ direcionando as fotos sobre lateral dos usuarios Con El Fin De a esquerda ou para a direita.

Porem, voce so consegue entrar em contato com a outra pessoa, se essa pessoa tambem escolher o seu perfil, o afamado ‘Match’. Quando isso ocorre, e liberado o acesso a troca de mensagens entre los dos.

Sobre acordo com o juiz, o Tinder (bem como demais aplicativos e pi?ginas sociais) nao tem a obrigacao de comprobar cada lateral criado em suas redes. Mas, quando um pedido (como esse sobre perfil fake) e solicitado por uma pessoa e nao e atendido, an entidad em questao passa a “compactuar” com a disseminacao de informacoes falsas na la red.

Sobre acordo com o juiz, a ordem legal nao se trata sobre censura ou violacao a liberdade sobre expressao de alguem (nunca caso, a pessoa que criou o lateral falso), mas sim, aos direitos sobre imagem individual sobre um cidadao.

A indenizacao de 9 mil reais ainda deve ser acrescida de juros e correcoes monetarias contados desde o dia que o Tinder foi notificado pelo homem referente a o lateral falso ate a data que o pagamento ocorrer.

A decisao tomada pelo juiz ainda cerca de manera por parte da re (no caso, o Tinder) e corre em segredo de Justica. Por esse finalidad, nao se sabe a real identidade do homem que teve um perfil falso criado nunca aplicativo.

Tinder diverge en o pagamento da indenizacao

De acordo com os advogados do Tinder, o pagamento da indenizacao sobre 9 mil reais nao cabe dentro desse processo. O fundamento, segundo a compania, e que ela nao pode fazer a remocao de nenhum perfil sem ser com ordem judicial.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Shopping Cart